Lição 01 - Uma história digna de ser contada


Texto Áureo: Cantares de Salomão 8.7
Texto Bíblico Básico: Cantares de Salomão 8.1-6


O desafio de escrever uma história digna de ser contada





Cantares de Salomão foi escrito por alguém que amava e era amado. Ao longo da história do cristianismo, despertou muitas controvérsias. Alguns não acreditavam que o livro não era inspirado e portanto, não poderia fazer parte do Livro Sagrado. Hoje, Cantares de Salomão esta sendo redescoberto pelos estudiosos da Palavra de Deus. O livro fala de amor, companheirismo, sexo, romance e poesia. Cantares é um livro de poesia de amor. Não amor platônico, mas de ardente amor sensual. Belíssimo livro e belíssimas poesias, que podem inspirar o relacionamento entre o homem e a mulher cristãs em sua expressão de amor. Podem – e devem inspirá-los. Que bom seria se às vésperas das núpcias, os casais estudassem Cantares: de delícias! Que alegrias! Que harmonia! Ó, Deus, como nos ama tanto! Uma lição importante desse livrinho de amor, encontra-se no seguinte trecho (Ct 1,15-2,3)


Leia mais:


O Casamento do ponto de vista cristão

"A sociedade moderna resiste em aceitar o padrão cristão e bíblico para o casamento e para a família; todavia, ninguém pode negar que, no princípio da história da humanidade, havia um plano divino bem sucedido. Todos aqueles que desejam um casamento próspero e uma família abençoada precisam atentar para esse modelo predispondo-se a fazer os necessários ajustes"  
Pr. Josué Gonçalves - comentarista

Deus Instituiu a Família

Havendo Deus formado o homem do pó da terra, colocou - o no Éden, onde viveu por algum tempo, cuidando das responsabilidades que o Senhor lhe confiara (Gn 2.8,15). Seu compromisso: cuidar do jardim, por nomes no que Deus havia feito, desde as árvores e todos os animais (Gn 2.20). 

O homem, distinto das outras criaturas

Deus criou todas as coisas usando as palavras: "Haja"; "Ajuntem-se" e "Produza" (Gn 1.26,27). Observem que as duas pessoas, as quais compõe a primeira família, foram criadas e estabelecidas por Deus, enquanto que as demais coisas foram feitas mediante a palavra expressa do Criador. Isso nos mostra que, para a família, Deus tem um plano diferente das outras coisas criadas por Ele, tanto nesta vida quanto na futura. Por isso o Diabo, constantemente tem procurado desintegrar o lar e afastá-lo do pleno estabelecido pelo Criador.

Deus entrega uma esposa a Adão 

A monogamia foi estabelecida por Deus (Gn 2.22; Ef 5.31). Deus entregou apenas uma Eva a Adão. A expressão "Não é bom que o homem esteja só", significa que o homem, sozinho, não cumpre, não realiza, o que Deus determinou. O Criador fez a mulher diferente do homem; Deus criou Eva para compartilhar com Adão as suas emoções e os seus afetos.  

O casamento foi instituído por Deus para um fim específico

O casamento é comparado à união entre Jesus Cristo e sua Igreja (Ef 5.32,33). Em outras palavras, o marido deve representar Cristo e a mulher, a Igreja. por isso é necessário que seja feito no Senhor (I Co 7.39). O propósito do casamento é o alcance de uma unidade. No entanto, ninguém se casa convicto de que alcançará esse objetivo de imediato. As vezes passam-se anos para que o casal se ajuste e se entenda. Entre o marido e a mulher, a compreensão mútua surge na medida em que o casal convive, desde que tenha Deus como seu orientador. Isto posto, convém que um cônjuge procure entender o outro, buscando em Deus a sua graça.

O objetivo de Deus ao criar a família
Os planos de Deus são perfeitos. Quando Ele estabeleceu a família, Seu propósito era criar um refúgio no qual o homem e mulher vivessem em harmonia e paz. O Senhor projetou o lar para que as pessoas tivessem um lugar onde pudessem desenvolver-se plenamente.

Suprir a necessidade de afeto: O Senhor estabeleceu a família a fim de suprir a a necessidade que o ser humano tem de dar e receber amor. Essa preocupação de Deus foi demonstrada quando Ele se propôs a providenciar uma companheira para o homem.
Prover segurança: A família propicia ao ser humano condições favoráveis para ele enfrentar as crises e as adversidades da vida, suportar níveis altos de angústia e crescer em todos os âmbitos.
Desenvolver a maturidade: As experiências vivenciadas pela família contribuem para o indivíduo atingir a maturidade. O papel dos pais como exemplo de vida e  agentes de interação familiar é essencial ao cumprimento desse propósito. Eles só conseguirão forjar o caráter dos filhos e prepará-los para a vida se tiverem Deus como Senhor e usarem, com sabedoria, a autoridade que Deus lhes deu.


Veja esse vídeo bastante divulgado do Pr. Cláudio Duarte "A Caixa do Nada" e compreenda melhor as diferenças no casamento!!




Fontes: Lições da Palavra de Deus - 3º Trimestre 2012  - Ed. Central Gospel
           Lições Bíblicas - 4º Trimestre de 1993 - Ed. CPAD


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Lição 02 - Aliança Edênica e Aliança Adâmica

Lição 08 - Culpa, a Prisão da Mente

Lição 12 - Ciúme, o Cabo da Tormenta