Galera de Cristo 06 - Não Temas, Mas Fala e Não te Cales


"Vocês são minhas testemunhas, declara o Senhor" - Isaías 43.10a

Hora da Verdade: Lucas 24.46-48; Atos 1.8,21,22; 2.32


PAPO SÉRIO

A PALAVRA TESTEMUNHA

Mas receberão poder quando o Espírito Santo descer sobre vocês, e serão minhas testemunhas em Jerusalém, em toda a Judeia e Samaria, e até os confins da terra” (At 1.8). Uma "testemunha" é alguém que atesta um fato, por isso, para ser uma testemunha eficaz para Cristo, é preciso ter um conhecimento de primeira mão dEle.  Testemunha (gr. martus) é alguém que testifica, por atos ou palavras, da verdade. Testemunhas cristãs são as que confirmam ou atestam a obra salvífica de Jesus Cristo através das suas palavras, ações e vida, e se necessário, através da sua própria morte. Ser testemunha envolve sete princípios: (a) Dar testemunho de Cristo é obrigação de todos os crentes (Mt 4.19; 28.19,20); (b) a testemunha cristã deve ter uma mentalidade missionária, visando alcançar todas as nações, e levar a salvação divina até os confins da terra (At 11.18, 13.2-4; 26.1-18; Mt 28.19,20; Lc 24.47). (c) A testemunha cristã fala principalmente a respeito da vida de Cristo, da sua morte, ressurreição, poder salvífico e da promessa do Espírito Santo (At 2.32, 38,39); (d) A testemunha cristã precisa produzir convicção quanto ao pecado, a justiça e o juízo (At 2.37-40). Mediante a tal testemunho, as pessoas são levadas à fé salvífica (At 2.41; 4.33; 6.7); (e) A testemunha cristã sofrerá as vezes (II Co 11.23-29).  A palavra "mártir" deriva da palavra grega que significa "testemunha". Ser discípulo do Senhor subentende compromisso, custe o que custar ao discípulo; (f) O testemunho cristão deve ser paralelo a uma separação do mundo, a uma vida de justiça (Rm 14.17) e a uma confiança total no Espírito Santo, que resulta na sua manifestação com poder (I Cob 2.4); (g) O testemunho do cristão deve ser profético, revestido de poder, e inspirado pelo Espirito).

FOMOS CHAMADOS PARA SER TESTEMUNHAS DE CRISTO

O Apóstolo João fala isso em 1 João 1:1-3, quando diz: "O que era desde o princípio, o que temos ouvido, o que temos visto com os nossos próprios olhos, o que contemplamos, e as nossas mãos apalparam, com respeito ao Verbo da vida (e a vida se manifestou, e nós a temos visto, e dela damos testemunho, e vo-la anunciamos, a vida eterna, a qual estava com o Pai e nos foi manifestada).Para sermos eficazes em nosso testemunho, devemos nos lembrar de várias coisas básicas:

1) O Tema do nosso testemunho é Jesus Cristo. Paulo definiu o evangelho como a morte, sepultamento e ressurreição de Jesus Cristo (1 Co 15:1-4). Se não estivermos explicando o sacrifício de Cristo, então não estamos realmente compartilhando o evangelho (Veja também 1 Co 2:2 e Rm 10:9-10). Uma parte importante deste tema é o fato de que Jesus Cristo é o único caminho para a salvação, e não apenas um de muitos caminhos. "Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim"(Jo 14:6).

2) O Poder do nosso testemunho é o Espírito Santo. É o Espírito que transforma a vida (Tt 3:5), e uma vida transformada é evidente para todos. À medida que testemunhamos, devemos passar muito tempo em oração, apropriando-nos do poder do Espírito para que sejamos capazes de deixar nossa luz brilhar de tal forma que os outros vão reconhecer o poder de Deus em nós (Mt 5:16).

3) A Validade do nosso testemunho será mostrada na forma como vivemos nossas vidas. Fp 2:15 define este objetivo para nós: "para que vos torneis irrepreensíveis e sinceros, filhos de Deus inculpáveis no meio de uma geração pervertida e corrupta, na qual resplandeceis como luzeiros no mundo." A efetiva testemunha cristã viverá sua vida de forma irrepreensível no poder do Espírito Santo, cujo fruto exibimos quando permanecemos em Cristo (Jo 15:1-8, Gl 5:22-23). 
Talvez o mais importante seja o fato de que temos de estar bastante familiarizados com as Escrituras para sermos capazes de apresentar de forma precisa e coerente o evangelho a outras pessoas. "...estando sempre preparados para responder a todo aquele que vos pedir razão da esperança que há em vós" (1 Pe 3:15). Estar sempre preparado significa o diligente estudo da Bíblia, memorizando as Escrituras e orando para que Deus apresente oportunidades de compartilhar com aqueles cujos corações foram preparados pelo Senhor para ouvir a Sua mensagem de salvação.


O ESPIRITO SANTO NOS DÁ PODER PARA SERMOS TESTEMUNHAS

O batismo no Espírito Santo não somente outorga poder para pregar Jesus como Senhor e Salvador, como também aumenta a eficácia do testemunho, fortalecido e aprofundado pelo nosso relacionamento com o Pai, o Filho e o Espírito Santo por termo sido cheios do Espírito. 
(1) O Espírito Santo revela e torna mais real para nós a presença pessoal de Jesus (Jo 14.16-18). Uma comunhão íntima com o próprio Jesus Cristo resultará num desejo cada vez maior da nossa parte de amar, honrar e agradar nosso salvador.
(2) O Espírito Santo dá testemunho da justiça (Jo 16.8,10), e da verdade, as quais glorificam a Cristo (Jo 16.14), não somente com palavras, mas também no modo de viver e agir. Daí, quem tem o testemunho do Espírito Santo a respeito da obra redentora de Jesus Cristo, manifestará, com certeza, à semelhança de Cristo, o amor, a verdade e a justiça em sua vida.
(3) O Batismo no Espírito Santo outorga poder para o crente testemunhar de Cristo e produz nos perdidos a convicção do pecado, da justiça e do juízo. Os efeitos dessa convicção se tornarão evidentes naqueles que proclamam com sinceridade a mensagem da Palavra e naqueles que a recebem.

À luz dessas verdades bíblicas, portanto, quem for batizado no Espírito Santo, terá um desejo intenso de agradar a Cristo em tudo que puder. Noutras palavras: a plenitude do Espírito Santo complemente a obra salvífica e santificadora do Espírito Santo em nossa vida. Aqueles que afirmar ter a plenitude do Espírito, mas vivem uma vida contrária ao Espírito de santidade, estão enganados e mentindo. Aqueles que manifestam dons espirituais, milagres, sinais espetaculares ou oratória inspiradora, mas não tem uma vida de verdadeira fé, amor e retidão, não estão agindo de acordo com o Espírito Santo, mas segundo um espírito imundo que não é de Deus.

FONTES DE PESQUISA

Bíblia de Estudo Pentecostal - ED CPAD

IMAGENS ILUSTRATIVAS

Google

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Lição 02 - Aliança Edênica e Aliança Adâmica

Lição 08 - Culpa, a Prisão da Mente

Lição 12 - Ciúme, o Cabo da Tormenta