Lição 10 - A Missão da Igreja em Sociedade



"Quanto lhe for possível, não deixe de fazer o bem a quem dele precisa. Não diga ao seu próximo: "Volte amanhã, e eu lhe darei algo", se pode ajudá-lo hoje". Provérbios 3.27,28 

Texto Bíblico Básico: Isaías 11.1-4; Mateus 25.34-40





A grande comissão (Mt 28.18-20), dada por Jesus aos seus discípulos resume bem qual a missão da sua Igreja na face da Terra. O livro de Atos dos Apóstolos cobre um período de trinta anos da Igreja Primitiva, começando pelo Dia de Pentecostes, e terminando com a última prisão de Paulo, que culminaria com a sua morte. Em Atos, conhecemos uma Igreja viva e atuante. Do Dia de Pentecostes para a frente, a igreja se espalha. Os apóstolos fazem missão, atravessando fronteiras e indo, além mar, levar a preciosa semente do Evangelho a todo o mundo. Impressionante é que, numa época de transportes e meios de comunicação tão precários, quando comparados aos recursos que temos hoje, a Igreja de Cristo conseguiu influenciar o mundo todo. Já uma vez o mundo foi foi completamente alcançado pela poderosa mensagem do Evangelho. A Igreja de Cristo tem uma missão voltada para três direções: para cima, para fora e para dentro. Isto quer dizer que a Igreja tem um compromisso com o céu, com o mundo e consigo mesma. 

Um pai de família ia fazer uma longa viagem. Ao deixar a casa, instruiu seus três filhos a executarem uma tarefa: cortar a grama do quintal. Dias depois, ao  retornar da sua viagem, o pai constatou que os filhos não haviam atendido ao seu pedido, mas não ficaram desocupados. O primeiro disse: "Pai, eu pintei o muro da casa, o senhor gostou?" - e a resposta foi "Sim, meu filho, ficou bonito". O segundo disse a seu pai que havia consertado o portão e o terceiro disse que havia decorado a parede da sala. O pai gostou de tudo o que fizeram, mas reuniu os três e disse: "Tudo o que vocês fizeram foi bom, mas eu mandei vocês cortarem a grama!" Há muita coisa bonita sendo feita, muita criatividade, muitos eventos e festas para reunir o povo; mas o que foi mesmo que o Senhor nos mandou fazer? Parece que estamos como aqueles três filhos: cada um querendo agradar o Pai à sua maneira, mas poucos estão fazendo o que o Pai realmente mandou!
PARA CIMA

Assim como Israel no passado, tinha um compromisso com a adoração, o povo de Deus na Terra tem o mesmo compromisso de viver com os olhos voltados para cima (Cl 3.1-2). O relacionamento da Igreja com o Trono de Deus deve ser contínuo e sempre numa via de duas mãos, cumprindo os seguintes propósitos:

1. Glorificar a Deus. Deus criou o homem para o Seu louvor e Sua glória, mas os homens não compreendem isso. Somente pela Igreja é que o ser humano cria consciência desse dever e por meio dela é que o ser humano treinado a prestar a Deus a glorificação almejada (Rm 15.5-11; Ef 1.5,6; II Ts 1.12).

2. Invocar a Deus. A Igreja depende inteiramente de Deus; por isso, a sua relação de intimidade com Ele, por meio da oração, deve ser constante (I Ts 5.17; Cl 1.9). Do trono de Deus emana toda a nossa capacitação para realizar a obra de Deus em todas as suas direções (Cl 4.2-4). Quando os crentes entendem que as lutas, os embates,as dificuldades são resolvidos por meio da oração, as discussões e os falatórios que geram maiores contendas, serão substituídos pelo poder de Deus. A missão da igreja está em atender aos propósitos do céu.

II PARA FORA

A Igreja de Cristo tem uma missão no mundo, como revela o próprio termo "igreja"  - assembléia dos que são chamados para fora - indicando uma ação que ocorre fora das suas portas. Há uma tendência à acomodação nas igrejas. Os crentes esperam que Jesus salve as pessoas nos cultos, mas não se dá ao trabalho de convidar pessoa descrentes a participarem deles. A Igreja substitui Israel na sua missão de reino sacerdotal, nação santa e povo adquirido: "Mas, vós sois a geração eleita, sacerdócio real, a nação santa, o povo adquirido, para que anuncieis as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz" (I Pe 2.9).



1. A Grande comissão. Antes de se despedir da terra,  Jesus deu uma ordem expressa aos seus discípulos para que eles levassem as boas novas de salvação a todo o mundo (Mc 16.15; Mt 28.18-20; Lc 24.46,47). Embora saibamos que nem todos serão salvos, cada pessoa deve ter, ao menos uma vez na vida, o conhecimento da grande salvação preparada por Deus por meio de Seu Filho. A única maneira de se saber disso é por meio da Igreja. Foi dada a ela esta incumbência e, se a Igreja não cumprir tal tarefa, ninguém mais a fará (II Co 5.19,20 a). (a) a missão de pregar. A igreja sabe fazer isso muito bem. Há excelentes pregadores com mensagens fortes que atingem  o coração dos pecadores. Estas mensagens, entretanto, estão sendo pregadas mais para dentro das igrejas do que fora delas. Jesus mandou-nos pregar para os pecadores onde eles estão: espalhados pelo mundo (Mc 16.15). (b) a missão de ensinar - Jesus chama os seus seguidores de discípulos, portanto, isto é o que todos somos. Quem se recusa a aprender não é discípulo. Discípulos fazem discípulos. O mundo precisa compreender a mensagem do Evangelho por meio do ensino. Jesus disse: "Portanto, ide, ensinai todas as nações.. ensinando-as a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado". Mt 28.29,20). (c) a missão de testemunhar. A pregação e o ensino dever ser confirmados pelo testemunho de vida. O mundo espera o melhor dos crentes. Quando algo estranho ocorre entre nós, até mesmo a imprensa se mobiliza para nos criticar. Isso acontece porque o mundo espera ver coerência entre o que pregamos e o que vivemos (Mt 5.13-16; Fl 2.14-15).

III - PARA DENTRO

A Igreja de Cristo vem sendo edificada a cada dia. Ela cresce de duas maneiras: qualidade e quantidade. Quanto mais almas ela ganha, maior quantidade de pessoas reúne. Mas, se a Igreja crescesse apenas em quantidade e não em qualidade, não passaria de um agrande ajuntamento de pessoas, portando todos os defeitos do velho homem e completamente alheias à vida com Deus. A Igreja do Senhor, tendo como fonte de poder o Espírito Santo como meio de revelação a Bíblia Sagrada e como guias do rebanho os pastores, desenvolve uma missão interna, voltada para o ensino, o crescimento, a comunhão e a santificação.

1. Promovendo o Ensino. Todo o crente tem o dever de conhecer a Palavra de Deus (Mt 22.29). Muitos crentes querem só música; outros somente emoções, mas a nossa solidez espiritual decorre da Palavra de Deus. Jesus não abria mão da Palavra de Deus. É ela quem amolda e aperfeiçoa o nosso caráter cristão.

2. Promovendo o crescimento. O início da vida cristã é ilustrado na figura de um bebê. jesus fala da conversão como novo nascimento (Jo 3.1-7). Outra vez ele diz que, quem não fizer com criança, de maneira alguma entrará no Reino de Deus (Mc 10.15). Mas a Bíblia também cobra dos crentes amadurecimento (I Co 3.1-3; Hb 5.12-14). A Igreja de Cristo tem como missão promover o crescimento espiritual de cada salvo (Ef 4.15; Cl 2.7).

3. Promovendo a comunhão. A comunhão do salvo se dá em dois sentidos: vertical (com Deus) e horizontal (com os irmãos). A palavra grega koinonia, significa: companheirismo, participação, contribuição, comungar as mesmas ideias (I Co 1.10; I Jo 1.3,7). A comunhão encontra a sua mais alta expressão na celebração da Ceia do Senhor (I Co 10.16,17). A Igreja é formada por pessoas diferentes, e, portanto, não é estranho que aconteçam problemas no relacionamento pessoal; entretanto, tais problemas devem servir de matéria-prima para o exercício da tolerância, do amor e do perdão. A comunhão entre os irmãos gera um relacionamento que se aprimora a cada dia (Fl 2.3,4; Rm 15.2,7).

4. Promovendo a Santificação. Deus é santo, e portanto, o padrão de vida destinado ao seu povo é o de santidade (I Pe 1.16). Ninguém conseguirá atingir um nível ideal de santificação fora da Igreja do Senhor. A Igreja é santa (Ef 5.27), e os que a ela pertencem são chamados de santos (Fl 4.21,22).

5. Promovendo Culto. O culto tem sido a atividade mais vigorosa e constante da Igreja de Cristo. Pode -se dizer que as igrejas, em sua maioria, são sustentadas pelos cultos.

FONTE DE PESQUISA


Revista "Semeando a Palavra" - Discernindo o Corpo de Cristo - Outubro/ 2005 - Ideall Publicações.



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Lição 02 - Aliança Edênica e Aliança Adâmica

Lição 08 - Culpa, a Prisão da Mente

Lição 12 - Ciúme, o Cabo da Tormenta