Galera de Cristo 04 - O Espírito que Adota, Vivifica e Orienta


"Pois se vocês viverem de acordo com a carne, morrerão; mas, se pelo Espírito fizerem morrer os atos do corpo, viverão" - Romanos 8.13


O ESPÍRITO DE VIDA

De todos os presentes que Deus tem dado à humanidade, não há um maior do que a presença do Espírito Santo. O Espírito tem muitas funções, papéis e atividades. Primeiro, Ele trabalha nos corações de todas as pessoas em todos lugares. Jesus disse aos seus discípulos que enviaria o Espírito ao mundo para convencer “o mundo do pecado, da justiça e do juízo” (João 16:7-11). Todas as pessoas têm uma consciência de que Deus existe, quer admitam ou não, pois o Espírito aplica as verdades de Deus às mentes dos homens para convencê-los com argumentos suficientes e justos de que são pecadores. Responder a essa convicção leva os homens à salvação.

Quando somos salvos e pertencemos a Deus, o Espírito passa a residir em nossos corações para sempre, selando-nos com a promessa que confirma, certifica e assegura nosso estado eterno como Seus filhos. Jesus disse que enviaria o Espírito para ser nosso Consolador, Conselheiro e Guia. “E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, a fim de que esteja para sempre convosco” (João 14:16). A palavra grega traduzida como “consolador” significa um que é chamado para o lado de alguém, e dá a ideia de alguém que encoraja e exorta. A palavra para “esteja” tem a ver com sua residência permanente nos corações dos crentes (Romanos 8:9; 1 Coríntios 6:19, 20; 12:13). Jesus enviou o Espírito como uma “compensação” por Sua ausência, para executar as funções que Ele mesmo teria executado se tivesse permanecido pessoalmente conosco.

Uma dessas funções é revelar a verdade. A presença do Espírito dentro de nós nos capacita a entender e interpretar a Sua Palavra. Jesus disse aos seus discípulos: “quando vier, porém, o Espírito da verdade, ele vos guiará a toda a verdade” (João 16:13). Ele revela a nossas mentes o conselho completo de Deus em relação ao louvor, doutrina e vida cristã. Ele é o verdadeiro guia, indo na nossa frente, mostrando o caminho, removendo os obstáculos, abrindo as portas para o entendimento e fazendo todas as coisas claras e evidentes. Ele nos mostra o caminho que devemos seguir em todas as coisas espirituais. Sem um guia assim, seríamos propensos a cair em erro. Uma parte crucial da verdade que Ele revela é que Jesus é quem disse ser (João 15:26; 1 Coríntios 12:3). O Espírito nos convence da divindade e procedência de Cristo, assim como de Sua encarnação, de Sua identidade como o Messias, de Seus sofrimentos e morte, de Sua ressurreição e ascensão, de Sua exaltação à mão direita de Deus e de Sua função como o Juiz de tudo. Ele dá glória a Cristo em tudo (João 16:14).

Uma outra parte de sua função é distribuir dons. 1 Coríntios 12 descreve os dons espirituais outorgados aos crentes para que possamos funcionar como o corpo de Cristo na terra. Todos esses dons, grandes e pequenos, são dados pelo Espírito para que possamos ser Seus embaixadores ao mundo, mostrando Sua graça e glorificando a Ele.

O Espírito também funciona como o produtor de fruto em nossas vidas. Quando Ele habita em nós, Ele começa o processo de colher fruto em nossas vidas - amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio (Gálatas 5:22-23). Esses não são frutos da carne, que é incapaz de produzir tal fruto, mas são os produtos da presença do Espírito em nossas vidas.

O conhecimento de que o Espírito Santo de Deus passou a residir em nossas vidas, que Ele executa todas essas funções tão milagrosas, que Ele habita conosco para sempre e nunca vai nos abandonar ou deixar – tudo isso é motivo de grande alegria e conforto. Graças a Deus por esse Presente tão precioso – o Espírito Santo e Seu trabalho em nossas vidas! 

O CONSOLADOR


Em João capítulos 14 a 16, encontramos Jesus, pouco antes de sua prisão pelos judeus, dando instruções de última hora e conforto aos seus discípulos. Ele não iria mais estar com eles. Eles certamente iriam vê-lo novamente depois de sua ressurreição, mas apenas temporariamente, até a ascensão a Seu Pai. O fato de que Jesus iria para o Pai significa que eles seriam deixados sós ... a não ser que Ele enviasse um substituto, alguém que preenchesse seu lugar. A não ser que Ele estivesse vindo para eles em "outra forma", por assim dizer. E, como veremos, é exatamente o que aconteceu! Jesus, embora não mais presente fisicamente, está muito mais presente do que antes! Como? Através do Consolador, o Espírito Santo, o que realmente preencheu o lugar de Jesus, fazendo o que ele estaria fazendo se estivesse fisicamente presente com cada um de seus discípulos. Mencionar discípulos, eu não estou me referindo aqui apenas aos discípulos que estavam presentes naquela noite no jardim do Getsêmani. Além deles estou estou me referindo a nós! Nenhum de nós conheceu Jesus pessoalmente, em carne e osso, como os discípulos o encontraram. No entanto, por causa do Consolador, o Espírito Santo, não somos deixados sem Ele. João 14:15-18 nos diz: Se vocês me amam, guardareis os meus mandamentos. "E eu rogarei ao Pai e Ele vos dará outro Consolador, para estar com vocês para sempre, o Espírito da Verdade, que o mundo não pode receber, porque não o vê nem o conhece; mas vós o conheceis, porque ele habita em vocês e estará convosco. "

Jesus Cristo está falando aqui sobre o Espírito Santo e descreve-o como outro consolador. Embora Jesus estivesse indo embora, Ele não iria realmente deixá-los sozinhos. Ele iria enviar OUTRO consolador, isto é, consolador alguém que iria substituí-lo, alguém que faria tudo o que ele estava fazendo quando habitava com eles, um substituto para falar em nome de sua ausência física. Embora ele não estivesse mais presente fisicamente com eles, ele estaria presente espiritualmente, através do Consolador. Em outras palavras ter o Espírito Santo é absolutamente como ter Jesus. E o Espírito Santo faz para aqueles que seguem Jesus o que Jesus fez por seus discípulos, quando ele estava fisicamente presente, ou seja, ensiná-los, orientá-los, admoestá-los, confortá-los. É por isso que é chamado de um OUTRO Consolador. O consolador primeiro foi Jesus em sua presença física. Apenas alguns dias depois da ascensão de Jesus, o Espírito Santo, o segundo Consolador, "outro Consolador", a preencher o lugar de Jesus, que foi o consolador que veio em primeiro lugar. Como Barnes diz em seu comentário:

"Jesus tinha sido para eles um conselheiro, um guia, um amigo, enquanto estava com eles. Ele os tinha instruído, tratara seus preconceitos e ignorância, e tinha administrado consolação para eles nos tempos de desânimo. Mas ele estava prestes a deixá-los agora .. O outro Consolador era para ser dado como uma compensação por sua ausência, ou para realizar a mesma função em relação a eles que Jesus teria feito se tivesse permanecido pessoalmente com eles. E deste podemos aprender, em parte, o qual é a função do Espírito. É fornecer a todos os cristãos a instrução e consolação que teria sido dada pela presença pessoal de Jesus... " (Albert Barnes’ Notes on the Bible)

Portanto, querido irmão e irmã em Cristo: você não está sozinho. Jesus não está em algum lugar longe de você. Ele está muito perto de você. Jesus, através do Consolador, está em você! Como Colossenses 1:26-27 nos diz: “o mistério que esteve oculto através dos séculos e das gerações, mas agora foi revelado aos seus santos. Para eles Deus quis fazer conhecer quais são as riquezas da glória deste mistério entre os gentios, que é Cristo em vós, a esperança da glória ". Cristo está em vós querido irmão e irmã. O consolador está em você! E por que é que o consolador está lá? Para fazer tudo o que Cristo faria se estivesse fisicamente presente. Este é o ministério do Espírito Santo, como descrito por Jesus: João 14:26 "Mas o Consolador, o Espírito Santo, a quem o Pai enviará em meu nome, esse vos ensinará todas as coisas e vos recordará de todas as coisas que vos tenho dito." João 15:26"Mas quando vier o Consolador, que eu vos enviarei da parte do Pai, o mesmo Espírito da verdade, que procede do Pai, ele dará testemunho de mim." João 16:7 "Mas eu vos digo a verdade; É para vossa vantagem que eu vá: pois se eu não for, o Consolador não virá para vós outros, mas se eu for, vou enviá-lo para vós. " Ter o Espírito Santo é mais para a nossa vantagem, do que se Jesus tivesse ficado fisicamente presente na terra! João 16:8-15 "E quando ele vier, ele convencerá o mundo do pecado, da justiça e do juízo: do pecado, porque não crêem em mim; da justiça, porque vou para meu Pai e não me vereis mais; do juízo, porque o príncipe deste mundo está julgado. Eu ainda tenho muitas coisas a dizer para vocês, mas vocês não as podeis suportar agora. No entanto, quando Ele, o espírito da verdade, chegar, ele vos guiará a toda a verdade, porque não falará por sua própria autoridade, mas o que ele ouve ele falará, e ele irá dizer-lhes das coisas que virão, ele me glorificará, porque receberá do que é meu e vo-lo anunciará. Todas as coisas que o Pai tem é meu. Por isso eu vos disse que ele tem o que é meu e vo-lo anunciará. " Este é o maravilhoso ministério e a realidade maravilhosa do Espírito Santo. Muitas pessoas não acreditam realmente na atividade do Espírito Santo na vida dos seus discípulos. Eles estão, portanto, essencialmente apoiando o fato de que ficamos órfãos com apenas nossas mentes para tentarmos descobrir como viver para Ele! Mas, como Jesus disse: não somos órfãos! O Espírito Santo preenche por ele, sendo "outro Consolador", isto é, um consolador no lugar de Jesus, o nosso primeiro consolador. Outros ainda atribuem ao Espírito Santo coisas que nunca vemos Jesus fazendo e que não têm apoio na Escrituras. Essas coisas são realmente feitas pelo Espírito Santo? A resposta é NÃO. O que o Espírito Santo faz está sempre em alinhamento com a Palavra de Deus. Se algo não está em alinhamento com a Palavra, então não é feito pelo Espírito Santo. Jesus foi para o seu Pai e não nos deixou sozinhos. Ele nos enviou um substituto que faz o que Jesus faria se estivesse fisicamente presente com cada um de nós. Esta substituição é o Espírito Santo e sua missão é, entre outras, nos ensinar e pôr em lembrança (João 14:26), instruir, orientar (At 16:6-10) e confortar (Atos 9:31). Não é um "espírito de medo, mas de poder, de amor e de moderação" (2 Timóteo 1:7). Este é o dom maravilhoso que o Pai, por causa do Seu amor, deu aos que crêem no seu Filho e em sua ressurreição dentre os mortos. Romanos 5:5 "o amor de Deus está derramado em nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi dado."


 FONTES DE PESQUISA

http://www.gotquestions.org/Portugues/papel-Espirito-Santo.html
http://www.jba.gr/Portuguese/Esp%C3%ADrito-Santo-outro-Consolador.htm

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Lição 02 - Aliança Edênica e Aliança Adâmica

Lição 03 - Os Dois Ícones da Igreja Primitiva

Lição 12 - Ciúme, o Cabo da Tormenta