Galera de Cristo 08- O Fruto do Espírito

"Considerem: Uma árvore boa da fruto bom, e uma árvore ruim dá fruto ruim, pois uma árvore é conhecida por seus frutos" - Mateus 12.33
Começo essa postagem me desculpando com vocês, queridos leitores e professores que ficaram "na mão" essa semana! Meu caçula pegou friagem e ficou muito doentinho, me deixando impossibilitada de preparar a postagem! Com ele melhorzinho já estou preparando a desta semana e logo já estará disponível também! Que Deus os abençoe ricamente!!
PAPO SÉRIO
O FRUTO DO ESPÍRITO - CONCEITO
Na epístola aos Gálatas o apóstolo Paulo apresenta as evidentes marcas daqueles que experimentam o novo nascimento. Aqueles que se deixam dominar pelo Espírito Santo dão “fruto”. Um conjunto de virtudes que autenticam o produto daquele que é regenerado em Jesus. Um Espírito agindo no interior, refletindo Cristo no exterior. “Mas o fruto do Espírito é: amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio. Contra essas coisas não há lei “. Gl 5:22-23. Nove virtudes advindas de um mesmo Espírito. Noves virtudes indissociáveis que compõe uma unidade essencial nesse fruto. Nove virtudes que contrastam obrigatoriamente as chamadas “obras da carne”. Não são adornos para sofisticar nossa imagem, são virtudes essenciais que escancaram a relevante ação do Espírito Santo na vida do cristão e integrantes de um único desenvolvimento espiritual.

O fruto do Espírito Santo está em direto contraste com as obras da natureza pecaminosa em Gálatas 5:19-21: "Ora, as obras da carne são conhecidas e são: prostituição, impureza, lascívia, idolatria, feitiçarias, inimizades, porfias, ciúmes, iras, discórdias, dissensões, facções, invejas, bebedices, glutonarias e coisas semelhantes a estas, a respeito das quais eu vos declaro, como já, outrora, vos preveni, que não herdarão o reino de Deus os que tais coisas praticam." Gálatas 5:19-21 descreve a vida das pessoas, em proporções diferentes, quando elas não conhecem a Cristo e, portanto, não estão sob a influência do Espírito Santo. Nossa carne pecaminosa produz certos tipos de fruto (Gálatas 5:19-21), e o Espírito Santo produz outros tipos de frutos (Gálatas 5:22-23). 
O fruto é algo natural e nunca artificial. Uma fruta madura está pronta para ser comida a qualquer momento e em qualquer lugar. Também traz prazer além de alimentar de forma saudável. Desta forma deve ser a vida espiritual de cada um. Amadurecer, estar preparado, viver bem e ser forte. O texto de Gálatas fala do Fruto do Espírito no singular, mas lista nove ‘sabores’ para este fruto. 
A vida Cristã é uma batalha entre as obras da natureza pecaminosa e os frutos do Espírito Santo. Como pecadores, ainda estamos presos a um corpo que deseja coisas pecaminosas (Romanos 7:14-25). Como Cristãos, temos o Espírito Santo produzindo fruto em nós e o Seu poder disponível para nos ajudar a vencer as ações da nossa natureza de pecado (2 Coríntios 5:17; Filipenses 4:13). Um Cristão nunca vai ser completamente vitorioso em sempre demonstrar os frutos do Espírito Santo. No entanto, um dos propósitos principais da vida Cristã é progressivamente permitir que o Espírito Santo produza mais e mais de Seu fruto em nossas vidas – e de permitir que o Espírito vença os desejos pecaminosos que se opõem aos Seus frutos. O fruto do Espírito é o que Deus deseja que nossa vida demonstre.... e com a ajuda do Espírito Santo, isso é possível!
AS DIMENSÕES DO FRUTO DO ESPÍRITO
Você para com Deus: “amor, alegria, paz”. O amor vem de Deus (I João 3.8), que também nos fortalece com sua alegria (Neemias 8.10) e então nos enche com sua paz (João 16.33). Deus também merece saborear algo em nossas vidas. Deus sente prazer por nós quando amamos, estamos alegres e em paz. Por isso devemos frutificar para Deus em nosso relacionamento com o Senhor. Em nossa vida espiritual também aprendemos a amar a Deus de todo o coração (Marcos 12.30), ter prazer em buscar ao Senhor (Salmos 1.2) e paz no coração (I João 3.20). Tudo que colhemos em nossas vidas vem de Deus e somente Deus faz brotar o que semeamos com lágrimas (Salmos 126.5,6). Só Deus te dá amor, alegria e paz verdadeira!
Você para com o próximo: “longanimidade, benignidade, bondade”. A cada dia somos testados nos relacionamentos. Estamos sempre aprendendo. Para isso é preciso ter um longo ânimo, ou seja, paciência com todos (I Tessalonicenses 5.14). Também precisamos aprender a ser amáveis ou benignos com as pessoas, sem malícia no coração (I Coríntios 14.20). A bondade deve estar em tudo que fazemos (Gálatas 6.9). Quando uma árvore está cheia de frutos, as pessoas começam a lançar pedras para derrubar os seus frutos. Por isso quando somos cheios do Espírito Santo, começamos a enfrentar perseguições. Então é importante aprender a ter paciência, ser cordial e fazer somente o bem, nunca pagar o mal com mal (Romanos 12.21). Seja paciente, amável e bom com as pessoas!

Você para consigo mesmo: “fidelidade, mansidão e domínio próprio”. Na vida pessoal podemos sentir a presença do Espírito Santo quando somos fiéis a Deus em tudo, sabendo que Deus é quem dá a recompensa (Mateus 6.2-6). Também temos que ser fiéis ao nosso próximo, mas isso é uma coisa que fica na consciência de cada um, por isso este fruto se relaciona consigo mesmo primeiro para depois alcançar os outros. Quando o Espírito Santo está em nossas vidas, aprendemos a ser mansos “porque a nossa luta não é contra o sangue e a carne” (Efésios 6.12). Também sabemos que “os mansos herdarão a terra” (Mateus 5.5) e aprendemos esperar nesta promessa. O domínio próprio só é possível quando rendemos nossas vidas ao senhorio de Jesus Cristo que nos ensina e muda o temperamento, transformando em “nova criatura” (II Coríntios 5.17). O Espírito Santo quer agir em seu íntimo!

João 15.8 “Nisto é glorificado meu Pai, em que deis muito fruto; e assim vos tornareis meus discípulos.”.O que Jesus mais quer em nossas vidas é ver os seus frutos brotando em nós. Uma vida frutífera é cheia de bênçãos. Você pode dar frutos para Deus, para o próximo e para si mesmo. Como uma árvore frutífera que produz por uma bênção Divina, dando alimento para você e também para compartilhar com o próximo. Busque o fruto do Espírito!

FONTES DE PESQUISA

http://www.esbocosermao.com/2014/11/dimensoes-do-fruto-do-espirito.html
https://estudos.gospelmais.com.br/o-fruto-do-espirito-santo.html
http://www.gotquestions.org/Portugues/fruto-do-Espirito.html

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Lição 02 - Aliança Edênica e Aliança Adâmica

Lição 03 - Os Dois Ícones da Igreja Primitiva

Lição 12 - Ciúme, o Cabo da Tormenta