Lição 05 - Angústia, o gemido silente

"Muitas são as aflições do justo, mas o Senhor o livra de todas" 
 Salmo 34.19

Texto Bíblico Básico: Salmo 107.1-15

DEFINIÇÃO DE ANGUSTIA

“Estreitamento”, “apertamento”... as definições de angor, termo em latim que origina a palavra angústia, já dão boas pistas do que se trata essa sensação. Quem nunca se sentiu agoniado diante de uma situação ruim ou de uma escolha difícil?

Entretanto, essa percepção de sufocamento pode acabar extrapolando os limites psicológicos e se manifestar fisicamente, na forma de uma dor no peito. Um exemplo prático disso é visto no Hospital do Coração de São Paulo. Diariamente, ao menos um dos pacientes que dão entrada acham que estão enfartando, mas, na verdade, o diagnóstico é angústia.

"Se essa sensação ocorre frequentemente, a pessoa precisa ser tratada por um psicólogo ou médico psiquiatra", diz o Dr. Paulo André Issa, coordenador da Policlínica de Neurociência da Aprendizagem e Psiquiatria (PNAP).

Infelizmente, a maioria dos angustiados só procura ajuda especializada quando a sensação ruim beira o insuportável. "Eles chegam ao pronto-socorro com dor e opressão no tórax, peso e desconforto no peito", confirma o cardiologista César Jardim, supervisor do pronto-socorro do Hospital do Coração, em São Paulo. Os sintomas se assemelham aos de problemas cardiológicos, como infarto. "Mas os problemas cardiovasculares só se confirmam em 30% dos casos", estima. Ele conta que, depois de realizar exames e apontar que o sujeito está em condições perfeitas de saúde, os pacientes confessam que vêm se sentindo nervosos e... angustiados. 

Angústia está ligada à ansiedade

Para o Dr. Paulo, a angústia é originada da ansiedade. Portanto, vale tentar compreender esse sentimento e descobrir o que lhe deixa apreensivo.

Um bom exercício é pensar nas ocasiões que já lhe deram medo alguma vez na vida: um barulho desconhecido, um pesadelo ou até mesmo uma barata. Em todos esses casos, o seu corpo reagiu a uma ameaça concreta, o que é absolutamente natural.

A ansiedade aparece, porém, quando o pânico permanece independentemente de o perigo ser real, como aquele pavor incontrolável de falar em público ou de perder alguém querido. “Ela é um estado generalizado de alerta”, define a psicoterapeuta Luzia Winandy. “No entanto, para algumas pessoas, isso se torna insuportável, dando-lhes uma ideia de que vão morrer ou enlouquecer”, complementa. Aí é preciso ter cuidado, pois o indivíduo pode desenvolver um grande pessimismo em relação ao futuro, deixando, inclusive, de dar passos importantes na vida.

SINTOMAS DA ANGÚSTIA

 A partir dos conceitos da angústia existencial verificada e estudada pela filosofia, a psicologia e a psiquiatria se apoderaram do campo de estudo na tentativa de auxiliar o homem que se depara com a angústia de uma forma violenta.  A angústia pode se tornar uma doença, próxima à depressão, mas ainda assim diferente. Veja alguns sintomas:
-excessiva sensação de insegurança;
-ressentimento;
-temor de algo não específico em relação ao futuro;
-ansiedade incontrolável;
-mau-humor constante;
-tremores.
Tais sintomas se apresentam muito fortes e impedem que a pessoa siga com a vida normalmente. A angústia pode trazer também sintomas físicos, que vão muito além do tremor.  A angústia patológica pode evoluir para quadros em que a pessoa acredita que sua integridade está ameaçada; são os estados de paranoia e perseguição.
COMO LIDAR COM A ANGÚSTIA

Ai vem a dúvida: O que fazer quando você sentir esta sensação desagradável: Que acomete ricos e pobres, jovens, velhos e crianças! A angústia é mais comum nas mulheres. Quando sentir esta sensação desagradável, primeiro afaste a possibilidade de causa orgânica como: distúrbios hormonais como: menopausa, climatério, entre outros. Anemia, problemas cardíacos e depressão, por exemplo. 

Geralmente, a angústia está associada à depressão e algumas pessoas são predispostas a sofrer de angústia periódica. Nem sempre quem sente angústia ocasionalmente, sofre de depressão. A angústia pode ser uma manifestação da ansiedade. 

A ansiedade é o receio do futuro. A ansiedade é um recurso utilizado por nós para nos preparar, de certa forma para acontecimentos futuros. Quando temos uma prova, um encontro importante, uma decisão a tomar, podemos sentir esta sensação de apreensão. É o receio do novo e do inusitado. Nosso organismo lança mão de uma carga extra de adrenalina. 

Quando estas sensações surgem e são momentâneas fazem parte do cotidiano do ser humano. Não podemos controlar os acontecimentos e isso gera medo. Podemos controlar nossas emoções; isso é tranqüilizador. 

Observe a freqüência desta sensação desagradável. Procure observar com cuidado. O que você está pensando quando sente esta sensação? Não tenha medo da Ansiedade ou Angústia. Não tente reprimi-la, mas mude o padrão mental. Se você está pensando em algo desagradável, modifique o pensamento. Afirmações positivas ajudam bastante nesses casos. Afirmações como: "Sou feliz!" "Estou calmo""Está tudo bem" "Ficará tudo bem!" 

Aprenda a respirar! 

A angústia estaria associada a causas psicológicas como: traumas, complexos, meio ambiente repressor ou desgastante podem desencadear sensações de opressão. 

A serenidade tem a ver com a Fé e o Otimismo. Fé em Deus e em si mesmo! Sensações de vazio interior e mudanças de vida podem estar associadas à angústia. Quando a pessoa se aposenta, pode sentir esta sensação de insegurança. O que farei agora? A "síndrome do ninho vazio" pode ser também uma das causas da angústia ou ansiedade. Os filhos estão criados, estudam fora e os pais se sentem vazios. Viveram sempre em função dos filhos e agora? 

Às vezes, a causa pode ser espiritual. Uma oração fervorosa pode melhorar esta opressão. Vivemos num mundo muito material e imediatista. Nosso espírito precisa também de alimento espiritual. Praticar esportes, lazer, uma atividade, amigos, são bons remédios para evitar a angústia. Só será considerada patológica se junto com ela estiverem outros sintomas como: falta de concentração, tristeza permanente, inquietação, pensamentos negativos. Pode ser o início de uma depressão. Ou então, se a angústia estiver sendo um fator limitante em sua vida. Nesse caso, procure ajuda profissional. Pessoas muito inseguras ou com dificuldade em expressar os sentimentos, são propensas à angústia. 


Quem provou os mais profundos abismos da angústia em todos os tempos? Foi o homem Jesus Cristo no Jardim do Getsêmani. Ali Ele sofreu uma angústia tão grande que não fazemos a menor idéia do que possa ter sido passar pelo que Ele passou. Quando temos medo, quando não sabemos mais o que fazer, podemos olhar para Jesus e nos lembrar de que Sua tribulação ainda foi muito maior. Desse sentimento angustiante do nosso Senhor já lemos profeticamente no Salmo 22: "Não te distancies de mim, porque a tribulação está próxima, e não há quem me acuda. Muitos touros me cercam, fortes touros de Basã me rodeiam. Contra mim abrem as bocas, como faz o leão que despedaça e ruge. Derramei-me como água, e todos os meus ossos se desconjuntaram; meu coração fez-se como cera, derreteu-se-me dentro de mim. Secou-se o meu vigor, como um caco de barro, e a língua se me apega ao céu da boca; assim me deitas no pó da morte" (vv. 11-16). Essas palavras do Senhor sofredor descrevem a profundeza abismal e ilimitada que Jesus Cristo sofreu no Jardim do Getsêmani: a agonia da morte. 

Uma vida saudável feita de pensamentos sadios e atividades produtivas, tem como efeito, emoções também sadias. Pense nisso! Como estão seus relacionamentos, sua vida em família, seus desejos e problemas?. Procure se autoconhecer para disciplinar seus pensamentos. 


Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o teu coração, porque dele procedem as fontes da vida.

FONTES DE PESQUISA


https://www.portalvital.com/sua-vida/comportamento/angustia-entenda-aquele-no-no-peito-que-voce-sente

http://www.minhavida.com.br/bem-estar/materias/3899-ansiedade-x-angustia-e-44-agora-44-o-que-eu-sinto
https://www.significadosbr.com.br/angustia

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Lição 02 - Aliança Edênica e Aliança Adâmica

Lição 03 - Os Dois Ícones da Igreja Primitiva

Lição 12 - Ciúme, o Cabo da Tormenta