Lição 09 - Luxúria, o Desejo Proibido

"Porque tudo o que há no mundo, a concupscência da carne, a concupscência dos olhos e a soberba da vida, não é do Pai, mas é do mundo" - I João 2.16

Texto Bíblico Básico: I Tessalonicenses 4.4-5; Marcos 7.16-23; Mateus 26.41; Tiago 4.7

LUXÚRIA - DEFINIÇÃO DO TERMO

Na semana passada, foi noticiado o assassinato a sangue frio da sobrinha-neta de um conhecido político do nosso país. O autor era cunhado da vitima e confessou tê-la matado por causa de uma atração incontrolável que sentia pela vítima. O dicionário define a luxúria como: "1) um desejo sexual intenso ou irrestrito, ou 2) uma ânsia ou desejo irresistível." A Bíblia fala da luxúria de várias maneiras. Êxodo 20:14, 17: "Não adulterarás..... Não cobiçarás a casa do teu próximo. Não cobiçarás a mulher do teu próximo, nem o seu servo, nem a sua serva, nem o seu boi, nem o seu jumento, nem coisa alguma que pertença ao teu próximo." Ou Mateus 5: 28: "Eu, porém, vos digo: qualquer que olhar para uma mulher com intenção impura, no coração, já adulterou com ela." E Jó 31:11-12: "Pois seria isso um crime hediondo, delito à punição de juízes; pois seria fogo que consome até à destruição e desarraigaria toda a minha renda."


A luxúria tem como foco agradar a si mesmo, e muitas vezes leva a ações prejudiciais para satisfazer esses desejos sem levar em conta as consequências. A luxúria trata-se de posse e ganância. A fé cristã trata-se de abnegação e é marcada por uma vida santa (Romanos 6:19, 12:1-2; 1 Coríntios 1:2, 30, 6:19-20; Efésios 1:4, 4:24; Colossenses 3: 12; 1 Tessalonicenses 4:3-8,5:23; 2 Timóteo 1:9; Hebreus 12:14; 1 Pedro 1:15-16). O objetivo de cada pessoa que tem colocado a sua fé em Jesus Cristo é tornar-se cada vez mais semelhante a Ele a cada dia. Isto significa jogar fora o velho modo de vida sob o controle do pecado e conformar seus pensamentos e ações de acordo com o padrão delineado nas Escrituras. A luxúria é o contrário desse objetivo.



Ninguém nunca vai ser perfeito ou alcançar a impecabilidade enquanto ainda nesta terra, no entanto, ainda é uma meta para a qual nos esforçamos. A Bíblia faz uma declaração forte sobre isso em 1 Tessalonicenses 4:7-8: "porquanto Deus não nos chamou para a impureza, e sim para a santificação. Dessarte, quem rejeita estas coisas não rejeita o homem, e sim a Deus, que também vos dá o seu Espírito Santo." Se a luxúria ainda não tomou conta do seu coração e mente, prepare-se para combater as suas tentações através de uma vida santa. Se você atualmente luta com a luxúria, é hora de confessar o seu pecado a Deus e pedir a Sua intervenção para que a santidade possa ser uma marca da sua vida também.


A palavra luxúria aparece diversas vezes nos textos bíblicos com severas advertências contra os seus praticantes. Veja esse exemplo: “Tenho visto as tuas abominações sobre os outeiros e no campo, a saber, os teus adultérios, os teus rinchos e a luxúria da tua prostituição. Ai de ti, Jerusalém! Até quando ainda não te purificarás?” (Jeremias 13.27). Observe que nesse texto o profeta Jeremias trata da situação pecaminosa e imunda em que os moradores da cidade de Jerusalém estavam vivendo. Mas de que tipo de atitudes especificamente ele está falando? Ao contrário do que muitos pensam, a palavra luxúria, nas vezes em que é empregada na Bíblia, não tem nada a ver com “luxo” ou com o uso indevido das riquezas, com pessoas ricas, etc. Essa palavra está amplamente ligada aos diversos desvios sexuais existentes. Deus criou o sexo e o exercício da sexualidade para serem desfrutados dentro de padrões de integridade e santidade. Essa palavra, então, é usada para descrever toda sorte de desvios na conduta sexual do ser humano, que não agradam a Deus, que estão fora de Seus padrões de integridade e santidade. Poderíamos defini-la como os desejos sexuais pecaminosos ávidos, que se chocam com a vontade de Deus. Nesse sentido, aqueles que são devassos, que tem conduta sexual vergonhosa, que usam da sensualidade pecaminosa, que são praticantes da libertinagem e de toda sorte de imoralidades sexuais, que vivem uniões amorosas incorretas, são pessoas que vivem em uma vida embrenhada na luxúria e, por isso, desagradam a Deus em suas condutas. Outras expressões comuns que se inter-relacionam com a luxúria são a prostituição, a pornografia, a homossexualidade, o sexo fora do casamento,  a lascívia, o adultério, a promiscuidade, a libertinagem, etc.


1 – A luxúria sempre se opõe à vontade de Deus. “Para que, no tempo que lhe resta, não viva mais para satisfazer os maus desejos humanos, mas sim para fazer a vontade de Deus” (I Pedro 4:2).

2 – A luxúria no coração é adultério. “Mas eu lhes digo: Qualquer que olhar para uma mulher para desejá-la , já cometeu adultério com ela no seu coração” (Mateus 5:28).

3 – A luxúria sempre destrói a paz em nossa alma.“Amados, insisto em que, como estrangeiros e peregrinos no mundo, vocês se abstenham dos desejos carnais que guerreiam contra a alma” (I Pedro 2:11).

4 – A luxúria guerreia contra o nosso espírito. “Pois a carne deseja o que é contrário ao Espírito; e o Espírito, o que é contrário à carne. Eles estão em conflito um com o outro, de modo que vocês não fazem o que desejam” (Gálatas 5:17).

5 – A luxúria no coração prepara uma armadilha para nossa alma. “A justiça dos justos os livra, mas o desejo dos infiéis os aprisiona” (Provérbios 11:6).


COMO O CRISTÃO DEVE SE COMPORTAR DIANTE DA LUXÚRIA

1. “Fugi da impureza. Qualquer outro pecado que uma pessoa cometer é fora do corpo; mas aquele que pratica a imoralidade peca contra o próprio corpo”. – I Coríntios 6.18

O verbo “fugir” aqui, não é sinal de covardia. Neste tipo de confronto, a fuga não representa perda e, sim, ganho – observar o comportamento de José, diante da luxúria.

2. “Não porei coisa injusta diante dos meus olhos; aborreço o proceder dos que se desviam; nada disto se me pegará”. – Salmo 101.3

Há importância fundamental na nossa espiritualidade, o usar dos nossos olhos – “São os olhos a lâmpada do corpo. Se os teus olhos forem bons, todo o teu corpo será luminoso; se, porém, os teus olhos forem maus, todo o teu corpo estará em trevas. Portanto, caso a luz que em ti há, sejam trevas, que grandes trevas serão!”. – Mateus 6.22

Como igreja do Senhor Jesus, como devemos nos posicionar?

A Igreja deve ter uma clara percepção da ação divina nela e através dela, pois é a ação de Deus que nos capacita a deixar as obras da carne e produzir o fruto do Espírito.

A Igreja deve apresentar um claro ensino sobre a sexualidade, a partir da sadia doutrina do corpo humano, aprendendo com uma boa teologia bíblica evangélica, evitando que os santos cometam aberrações.

Portanto, precisamos de forças para agir de modo diferente do mundo. E esta força vem de Deus, não de nós mesmos.
“Porque os que se inclinam para a carne cogitam das coisas da carne; mas os que se inclinam para o Espírito, das coisas do Espírito. Porque o pendor da carne dá para a morte, mas o do Espírito, para a vida e paz. Por isso, o pendor da carne é inimizade contra Deus, pois não está sujeito à lei de Deus, nem mesmo pode estar. Portanto, os que estão na carne não podem agradar a Deus. Vós, porém, não estais na carne, mas no Espírito, se, de fato, o Espírito de Deus habita em vós. E, se alguém não tem o Espírito de Cristo, esse tal não é dele. Se, porém, Cristo está em vós, o corpo, na verdade, está morto por causa do pecado, mas o espírito é vida, por causa da justiça. Se habita em vós o Espírito daquele que ressuscitou a Jesus dentre os mortos, esse mesmo que ressuscitou a Cristo Jesus dentre os mortos vivificará também o vosso corpo mortal, por meio do seu Espírito, que em vós habita” – Romanos 8.5-11.
A intenção de Deus para nós é que estejamos libertos do poder e da escravidão da luxúria e nos tornemos homens e mulheres que amam genuinamente. Todos somos inadequados diante de um Deus que vê o pular de cama em cama e uma mente cheia de pensamentos lascivos como a mesma coisa. Entretanto, ele nos oferece todo o perdão que precisamos para termos um relacionamento íntimo com ele. O amor, que experimentamos em nosso relacionamento com Deus, começa a ser trabalhado em nossos relacionamentos uns com os outros. Nossa escolha é: ou aceitar a oferta de Deus e buscar uma vida de amor através do próprio amor dele ou rejeitar a Deus e continuar por nossa própria conta.


FONTES DE PESQUISA

https://gotquestions.org/Portugues/definicao-luxuria.html
http://www.bibliaensina.com/2012/06/fuja-da-luxuria.html#.WC3zgbIrIdU
http://www.amigodecristo.com/2013/04/o-que-significa-luxuria-na-biblia.html
http://www.batistadopovo.org.br/PortalIBP/celulas/artigoscelulas/8164-luxuria

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Lição 02 - Aliança Edênica e Aliança Adâmica

Lição 03 - Os Dois Ícones da Igreja Primitiva

Lição 12 - Ciúme, o Cabo da Tormenta