Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2018

Galera de Cristo 09 - Dinheiro, que mal há nisso?

Imagem
"Ordene aos que são ricos no presente mundo que não sejam arrogantes  nem ponham a sua esperança na incerteza da riqueza, mas em Deus, que de tudo nos provê ricamente, para a nossa satisfação" - I Timóteo 6.17

DINHEIRO, UMA QUESTÃO RECORRENTE
   Essa parábola surgiu dentro de um contexto interessante: era comum que os judeus procurassem os rabinos para que estes julgassem as suas causas. Considerando que Jesus fosse um desses mestres da lei, um homem o procura pra que Jesus intervenha num caso de divisão de herança entre irmãos.  ( Desde aquele tempo herança gerava problemas familiares...... )             Jesus então aproveita pra nos dar um precioso ensino sobre o perigo de ter a vida regida pela ganância ou pelo amor ao dinheiro. O homem da parábola foi chamado de LOUCO por agir assim. Que Deus nos livre dessa loucura!!!
1)O homem rico era louco porque não entendia que tudo o que ele tinha vinha de Deus
            A Bíblia diz no Salmo 24:1: “ Do Senhor é a terra e tudo o que n…

Lição 09 - As Bodas do Cordeiro

Imagem
"Regozigemo-nos, e alegremo-nos, e demo-lhes glória, porque vindas são as bodas do Cordeiro, e já sua esposa sem aprontou" - Apocalipse 19.7
Apocalipse 19.7-10; II Coríntios 11.2; Efésios 5.27; Lucas 12.35-37

CARACTERÍSTICAS DO CASAMENTO JUDAICO

Em sua visão em Apocalipse 19:7-10, João viu e ouviu as multidões celestiais louvando a Deus porque a festa das bodas do Cordeiro - literalmente a "ceia das bodas" - estava prestes a começar. O conceito da ceia das bodas é mais bem compreendido à luz dos costumes de casamento no tempo de Cristo.
Esses costumes de casamento tinham três partes principais. Primeiro, um contrato de casamento era assinado pelos pais da noiva e do noivo, e os pais da noiva pagavam um dote ao noivo ou seus pais. Esse passo dava início ao período de noivado. José e Maria estavam nesse período quando ela engravidou do Espírito Santo (Mateus 1:18, Lucas 2:5).
O segundo passo no processo geralmente ocorria um ano depois, quando o noivo, acompanhado por seu…

Galera de Cristo 08 - Prudência ou Insensatez?

Imagem
"Tenham cuidado com a maneira como vocês vivem; que não seja como insensatos, mas sábios, aproveitando ao máximo cada oportunidade, porque os dias são maus" - Efésios 5.15,16
PAPO SÉRIO
RESUMO DA PARÁBOLA
Nesta parábola, Jesus conta a história de dez virgens a espera do noivo, sendo cinco prudentes e cinco insensatas. Cada uma levava consigo uma lâmpada acesa. Porém, como o noivo demorou a chegar, as lâmpadas das cinco mulheres insensatas se apagaram pois não carregavam óleo suficiente para manterem a chama acesa. Essas cinco virgens, então, tiveram que sair para comprar mais óleo, mas quando voltaram, o noivo havia recebido as cinco virgens prudentes, deixando as outras de fora. O QUE PODEMOS APRENDERJesus estava assentado no Monte das Oliveiras, quando falou aos seus discípulos sobre os acontecimentos dos últimos dias e sobre a sua segunda vinda a este mundo. A parábola das Dez Virgens traz uma mensagem de alerta para nos despertarmos espiritualmente. Os historiadores contam qu…

Lição 08 - O Tribunal de Cristo

Imagem
Mas tu, porque julgas teu irmão? Ou tu, também, porque desprezas teu irmão? Pois todos haveremos de comparecer ante o Tribunal de Cristo"  Romanos 14.10
Texto Bíblico Básico: I Coríntios 3.12-15; II Co 5.7-10

O QUE É O TRIBUNAL DE CRISTO?
Romanos 14:10-12 diz: “Pois todos havemos de comparecer ante o tribunal de Cristo... De maneira que cada um de nós dará conta de si mesmo a Deus.” II Coríntios 5:10 nos diz: “Porque todos devemos comparecer ante o tribunal de Cristo, para que cada um receba segundo o que tiver feito por meio do corpo, ou bem, ou mal.” No contexto das duas Escrituras, é claro que se referem aos cristãos, não aos não-crentes. O Tribunal de Cristo, desta forma, envolve crentes dando contas de suas vidas a Cristo. O Tribunal de Cristo não determina salvação; esta foi determinada pelo sacrifício de Cristo em nosso lugar (I João 2:2), e nossa fé Nele (João 3:16). Todos os nossos pecados são perdoados e nunca seremos condenados por eles (Romanos 8:1). Não devemos olhar par…

Galera de Cristo 07 - Presentes de Deus

Imagem
"O senhor respondeu: Muito bem, servo bom e fiel! Você foi fiel no pouco, eu o porei sobre o muito. Venha e participe da alegria do seu senhor" - Mateus 25.21 PAPO SÉRIO  A PROPOSTA DA PARÁBOLA A parábola dos talentos mostra como não devemos desperdiçar as oportunidades que Deus nos dá. Os verdadeiros seguidores de Jesus aproveitam as oportunidades e obtêm bons resultados. Os falsos seguidores desperdiçam tudo que recebem. Uma parábola é uma pequena história contada para explicar uma verdade complexa. Jesus contou a parábola dos talentos para explicar o que vai acontecer quando ele voltar. A parábola dos talentosNa parábola dos talentos, um homem rico entregou seus bens ao cuidado de três de seus servos, antes de partir em viagem. Ao primeiro ele deu cinco talentos de ouro. Um talento era cerca de 34 quilos de ouro, uma fortuna na época! Ao segundo servo, ele deu dois talentos e ao terceiro ele deu um talento. Ele distribuiu o dinheiro dessa maneira porque conhecia as capacidades…

Lição 07 - O Cordeiro de Deus

Imagem
"No dia seguinte, João viu a Jesus, que vinha para ele e disse: Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo" - João 1.29
Texto Bíblico Básico: Apocalipse 5.8-10; 7.9-14
A MORTE DO CORDEIRO




Quando Jesus é chamado de Cordeiro de Deus em João 1:29 e João 1:36, é uma referência ao fato de que Ele é o sacrifício perfeito e definitivo pelo pecado. Para podermos compreender quem Cristo era e o que Ele fez, precisamos começar no Velho Testamento, onde encontramos as profecias sobre a vinda de Cristo como “expiação do pecado” (Isaías 53:10). Na verdade, o sistema de sacrifícios estabelecido por Deus no Velho Testamento preparou o terreno para a vinda de Jesus Cristo – o perfeito sacrifício que Deus providenciou como expiação pelos pecados de Seu povo (Romanos 8:3; Hebreus 10).
O sacrifício de cordeiros fez um papel muito importante na vida religiosa dos judeus e no seu sistema de sacrifícios. Quando João Batista se referiu a Jesus como o “Cordeiro de Deus que tira os pecados do mu…